fbpx

Cozinhas Solidárias recebem prêmio da ONU de combate à fome

As Cozinhas Solidárias, iniciativa do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que combate a fome no Brasil e já conta com 31 unidades no país e distribui seis mil refeições gratuitas por dia, foram um dos três ganhadores do prêmio Desafio da Infância Saudável, promovido pela Unicef, o fundo das Organizações das Nações Unidas (ONU) para a infância.

O prêmio concede 100 mil dólares para serem investidos na expansão do projeto. A iniciativa premiada nesta quinta-feira (15) foi criada em março de 2021, quando a pandemia de Covid-19 completava um ano e acelerava o crescimento do número de famintos no Brasil.

Depois de quase dois anos, o projeto distribuiu cerca de mil toneladas de alimentos agroecológicos e existe nas periferias dos estados de Roraima, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Sergipe, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito Federal.

Sem qualquer investimento público, o projeto se mantém na base da auto-organização popular e conta com apoio do PSOL e de outros movimentos e ativistas sociais.

“Esse prêmio mostra que o trabalho das Cozinhas Solidárias é fundamental para combater a fome no Brasil, ao mesmo tempo em que prova que a organização popular pode ser uma alternativa para resolver os problemas do povo. É o movimento social fazendo o que o governo não faz”, afirma Guilherme Boulos, coordenador nacional do MTST e deputado federal eleito pelo PSOL.

Cadastre-se e receba informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
516,354SeguidoresSeguir

Últimas