fbpx

Guilherme Boulos e Erika Hilton (PSOL) apresentam ações contra Enel após apagão em SP

Os deputados federais Guilherme Boulos e Erika Hilton, ambos do PSOL, apresentaram na última segunda-feira (6) uma série de ações para cobrar explicações e apurar responsabilidades sobre o apagão que deixou milhares de pessoas sem energia elétrica em cidades de São Paulo nos últimos dias.

Boulos, que é vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, marcou para a próxima quarta-feira uma audiência pública com a Enel, concessionária responsável pela distribuição de energia na capital paulista e em mais 23 municípios da região metropolitana.

Já na quinta-feira (9) o parlamentar pretende realizar, por meio da comissão da Câmara, uma diligência nas subestações da Enel que foram danificadas durante o apagão. Uma reunião com a Arsesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos do estado de São Paulo) também está marcada.

“É inadmissível que a cidade mais rica da América Latina deixe milhões de pessoas sem energia por quatro dias seguidos”, afirma Boulos.

Erika Hilton, por sua vez, acionou o Ministério Público pedindo que a Enel seja multada em R$ 50 milhões por cada dia em que paulistanos fiquem sem energia elétrica.

No documento, a deputada pede também que a Enel dê descontos na conta de luz dos afetados, realize reparação dos consumidores quanto aos danos morais sofridos e abatimento automático dos dias não utilizados de energia elétrica.

“Vivemos em tempos de emergências e eventos climáticos extremos, e é papel do poder público preparar nossas cidades para que os cidadãos sejam resguardados de seus efeitos. Isso inclui, na maior parte dos países do mundo, recuperar o controle do estado das empresas de energia elétrica e de distribuição e tratamento de água”, disse Erika Hilton.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
7,237SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas