fbpx

PSOL aciona Ministério Público após Bolsonaro se hospedar na sede do governo de SP

A deputada federal Luciene Cavalcante, o deputado estadual Carlos Giannazi e o vereador Celso Giannazi, todos do PSOL em São Paulo, acionaram o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) para pedir providências após Jair Bolsonaro ter se hospedado no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado de SP, para participar da manifestação golpista da Av. Paulista no último domingo (25).

Os parlamentares do PSOL apontam que houve uso indevido de prédio público e que o governador Tarcísio de Freitas viola a impessoalidade e a imparcialidade da gestão pública ao permitir que a residência oficial fosse utilizada como “QG do Golpe”. Há informações de que vários integrantes do PL também se hospedaram por lá.

Os proponentes reforçam ser o Palácio dos Bandeirantes “um bem público sustentado pelo erário, tendo como destinação, portanto, o maior interesse público, salvo de utilização por interesses privados do Governador”.

A ação também questiona custos e finalidades da hospedagem e pede que o MP cobre as medidas cabíveis dos responsáveis.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
1,896SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas