fbpx

PSOL aciona MP contra governador de Santa Catarina por censura a livros

O PSOL protocolou, na última sexta-feira (10), uma representação no Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) contra o governador Jorginho Mello pela censura a livros. O documento é assinado pelo deputado federal Ivan Valente, o deputado estadual Marquito, o vereador Afrânio Boppré e o dirigente do PSOL-SC Leonel Camasão.

A Secretaria de Educação de Santa Catarina divulgou na semana passada um ofício em que determinava a retirada de nove obras literárias de bibliotecas das escolas estaduais.

Um dos títulos que integra a lista de proibidos é Laranja Mecânica, de Anthony Burgess, livro que questiona delinquência juvenil, violência e punitivismo. Além da obra distópica, It, a Coisa, de Stephen King, Os 13 Porquês, de Jay Fischer, e  a biografia O diário do diabo: os segredos de Alfred Rosenberg, o maior intelectual do nazismo, de Robert K. Wittman e David Kinney, também foram censurados.

“A proibição é absurda e ilegal. Extrapola as funções do estado ao tentar tutelar o pensamento e o livre acesso ao conhecimento e baseia-se em leitura reducionista ou mesmo no desconhecimento total dos conteúdos em questão, avaliados pelos títulos e a partir de visão preconceituosa e dogmática”, avalia Ivan Valente.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
6,654SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas