fbpx

PSOL colhe assinaturas para criar CPI da Abin na Câmara

A bancada do PSOL começou a colher assinaturas entre parlamentares na Câmara dos Deputados para criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os crimes cometidos durante monitoramentos de localização de aparelhos celulares realizados pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) durante o governo Jair Bolsonaro, sem autorização judicial.

A iniciativa é tomada dois dias depois de uma operação da Polícia Federal prender dois oficiais da Abin e afastar outros três, incluindo o terceiro na hierarquia do órgão, Paulo Maurício Fortunato Pinto, por envolvimento em um esquema que teria acessado, indevidamente, a localização de celulares de políticos, jornalistas, advogados e desafetos do governo Bolsonaro.

A PF teria identificado pelo menos 1,8 mil acessos da Abin ao sistema de rastreamento de aparelhos celulares ligados aos políticos, jornalistas, advogados, juízes e adversários do governo do ex-presidente.

Para serem autorizadas, as CPIs precisam de assinatura de pelo menos um terço dos parlamentares da Casa, o equivalente a 171 deputados.

“Uma CPI para apurar a espionagem ilegal da Abin é urgente! Fato gravíssimo, sequela da ditadura! Por isso, começamos hoje a coletar assinaturas para começarmos as investigações no âmbito do parlamento. É preciso apurar tudo!”, afirmou Chico Alencar.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
7,236SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas