fbpx

PSOL pede cassação de Carla Zambelli por pagamentos a hacker para tentar fraudar urnas

A bancada do PSOL na Câmara dos Deputados protocolou no último final de semana no Conselho de Ética um novo pedido de cassação do mandato de Carla Zambelli. A motivação da ação foi o depoimento do hacker Walter Delgatti na CPMI do Golpe e os novos fortes indícios de que a parlamentar utilizou da verba de seu gabinete para pagar ao hacker para que ele tentasse fraudar as urnas eletrônicas.

Delgatti Neto disse em seu depoimento que Zambelli e seus auxiliares financiaram despesas dele enquanto tramavam uma invasão às urnas eleitorais e a produção de um “código-fonte fake” que pudesse ser transformado em propaganda da campanha de Jair Bolsonaro contra o sistema eleitoral brasileiro.

O montante recebido por Delgatti Neto teria sido de R$ 40 mil e há indícios de que a verba da cota parlamentar tenha sido usada com essa finalidade.

Os deputados Pastor Henrique Vieira e Érika Hilton são os representantes do PSOL na CPI. Indagações deles ao hacker durante a sessão foram incluídos no pedido relacionado a Zambelli, que é assinado pela bancada e pelo presidente do partido, Juliano Medeiros.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
6,653SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas