fbpx

PSOL pede convocação de Roberto Campos Neto e propõe revogação da autonomia do Banco Central

A bancada do PSOL pediu nesta terça-feira (7) a convocação à Câmara do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para que ele preste explicações ao Brasil sobre a política de juros da instituição, que manteve na última semana a taxa Selic em 13,75%, patamar elevadíssimo que beneficia o rentismo e dificulta a retomada econômica do país. O pedido de convocação precisa ser aprovado no plenário da Câmara.

Além disso, os parlamentares do PSOL apresentam nesta semana um projeto de lei para revogar a autonomia do Banco Central. Sem prestar contas à sociedade brasileira, o Banco Central “autônomo” fica refém apenas dos interesses dos grandes capitalistas brasileiros, o “mercado”.

Roberto Campos Neto foi indicado à presidência do banco pelo ex-presidente Jair Bolsonaro e até integrava grupos de Whatsapp de ministros do governo. O Banco Central precisa participar de um esforço conjunto para que o Brasil supere os problemas econômicos que hoje enfrenta sem passar por uma recessão.

Mesmo pela Lei 179/21, que definiu a autonomia do Banco Central, o presidente da instituição pode ser exonerado quando apresentar “comprovado e recorrente desempenho insuficiente para o alcance dos objetivos do Banco Central do Brasil”. E este é o caso de Roberto Campos Neto, que não cumpriu com a meta de inflação nos últimos dois anos, inclusive atingindo mais de 10% em 2021.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
1,895SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas