fbpx

PSOL se soma à denúncia de trabalho escravo no Lollapalooza

A deputada federal Erika Hilton (PSOL) acionou na última sexta-feira (24), através de um ofício via Câmara dos Deputados, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a B3 (Bolsa de Valores de São Paulo) com as denúncias de trabalho escravo contra o festival de música Lollapalooza, organizado pela empresa T4F, de capital aberto.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Superintendência Regional de Trabalho de SP já denunciam a empresa através da via judicial, o que levou a deputada do PSOL a reforçar a denúncia na CVM e na B3.

“O Lollapalooza é feito pela T4F, empresa de capital aberto, e atentou contra as normativas da CVM e do segmento Novo Mercado,” explica a deputada. “O segmento Novo Mercado da Bolsa de Valores exige alto padrão de governança corporativa e Código de Conduta que respeite os direitos humanos e legislação trabalhista”, continua.

“Uma empresa que não considera o flagrante de trabalho escravo em seu maior evento um “fato relevante” não demonstra a Governança Corporativa que diz ter e exigida pela sua listagem na Bolsa”, conclui a parlamentar que pede a exclusão da T4F do “Novo Mercado”.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
6,654SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas