fbpx

Basta de violência policial: uma denúncia da operação genocida contra as periferias da Baixada Santista (SP)

A policia militar do estado de São Paulo tem operado um massacre ao povo negro. Na Baixada Santista, a Operacao Escudo, do Governador Tarcísio de Freitas, iniciada em julho, matou em sua primeira fase 28 pessoas.

Nesse ano de 2024, a Operação Verão em fevereiro já tinha matado 19 pessoas e chega agora no final de abril ao número de 56 mortos. Sabemos ainda que, este número pode aumentar, pois a perseguição ao nosso povo segue sob a justificativa de garantir a segurança pública, mas que cessa direitos da periferia.

Além dos assassinatos, as operações efetuaram a prisão de mais de 1.000 pessoas. Na audiência pública realizada no Município de São Paulo, na Universidade de São Paulo, as famílias vítimas relataram uma série de abusos de poder: execuções, invasão de casas, intimidações, agressões e prisões indevidas.

É urgente a cobrança por justiça, precisamos cobrar e acompanhar as investigações e os julgamentos. Os representantes do fascismo tentam anular o debate, assim como Guilherme Derrite, Secretário de Segurança Pública, que declarou não ter recebido nenhuma denúncia sobre excessos por parte da polícia. E o Deputado Estadual Capitão Telhada que vem veiculando vídeo difamador e calunioso contra o ouvidor da polícia militar, Claudio Silvia, um homem negro que merece nossa solidariedade.

As vidas ceifadas não voltarão, mas precisamos garantir justiça e apoio às famílias desamparadas. O Partido Socialismo e Liberdade se mantem com a tarefa central de combater a violência policial e em denunciar a política genocida do Governador Tarcísio.

II Encontro Nacional de Negritude do PSOL
Salvador (BA), 28 de abril de 2024

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
6,654SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas