fbpx

Grávida, Renata Souza (PSOL) recebe ameaças de morte com mensagens racistas e misóginas

A deputada estadual Renata Souza, do PSOL no Rio de Janeiro, precisou registrar um boletim de ocorrência nesta terça-feira (11) para denunciar ameaças de morte que recebeu por e-mail.

As intimidações foram encaminhadas na madrugada desta segunda (10) e endereçadas a seu correio eletrônico e de sua equipe. O conteúdo é assinado por uma pessoa e possui trechos racistas e misóginos.

O BO foi registrado na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). No texto do e-mail a pessoa faz ofensas racistas e misóginas, chamando Renata de “macaca vagabunda”, “puta preta” e fala que ela será uma “mulher morta”.

“São ameaças gravíssimas e eu não posso naturalizar qualquer tipo de ameaça contra a minha vida ou contra a vida de qualquer pessoa, em especial, na sua atuação enquanto uma mulher negra na política. A nossa atuação incomoda porque ousamos lutar dentro de vários espaços em defesa da população vulnerável”, destacou Renata Souza.

“Eu, mulher preta, favelada e grávida, que carrego em meu ventre uma nova vida, um novo futuro. Também carrego a luta em defesa das favelas e das periferias, das mulheres, da população LGBTI+. Tudo isso me torna um alvo de ódio, de discursos misóginos, racistas e violentos, que tentam intimidar e frear minhas ações junto com coletivos de resistência. Mas não serei interrompida!”, disse a deputada em suas redes sociais ao denunciar as ameaças de morte.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
7,236SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas