fbpx

Guilherme Boulos sofre ameaças de morte e PF abre investigação

O deputado federal Guilherme Boulos encaminhou uma representação ao diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Passos Rodrigues, e a PF decidiu abrir inquérito para investigar as ameaças de morte recebidas pelo também pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PSOL.

No documento que encaminharam à PF, os advogados de Boulos explicam que decidiram acionar a instituição, e não a Secretaria de Segurança de São Paulo (SSP-SP) porque “um dos potenciais autores dos delitos é integrante das forças de segurança pública estadual”.

A intensificação das ameaças levou o parlamentar a tomar outra decisão: durante a campanha eleitoral, Boulos terá que se locomover pela cidade de carro blindado, e não com seu já célebre Celta, para preservar a sua integridade física.

A defesa de Boulos afirma que ele já estava até “acostumado” a ser xingado e ofendido nas redes sociais, mas que as atuais mensagens que ele tem recebido “ganharam contornos mais preocupantes”.

“Desde que o Guilherme se colocou publicamente como pré-candidato, aumentou-se consideravelmente a quantidade e também a violência no teor das ameaças que ele tem recebido”, disse à Folha de S. Paulo o advogado de Boulos, Alexandre Pacheco Martins.

“Apresentamos um pedido de instauração de inquérito policial perante o diretor-geral da Polícia Federal, para que os autores dos crimes seja identificados e responsabilizados”, concluiu.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
1,895SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas