fbpx

Mãe, feminista e reeleita: Sâmia Bomfim permanece na bancada do PSOL em 2023

Líder da bancada do PSOL na Câmara ao longo de 2022, Sâmia Bomfim foi reeleita deputada federal nas eleições do ano passado com 226.187 votos e retorna a Brasília com novos desafios a partir de 2023.

Em sua trajetória de vida pública, teve papel de destaque no combate a figuras centrais da extrema-direita, do fisiologismo da Câmara e da direita liberal, como Jair Bolsonaro, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e o ex-prefeito e ex-governador de SP João Doria.

Em 2021, deu à luz seu primeiro filho Hugo, fruto do seu relacionamento com o também deputado federal do PSOL Glauber Braga, e se notabilizou também na defesa da maternidade como direito, inclusive às mulheres parlamentares.

Antes, as deputadas em licença-maternidade eram consideradas “faltosas” nos registros da Câmara dos Deputados. Sâmia precisou requerer à Mesa Diretora da Câmara que os painéis passassem a sinalizar quando uma parlamentar está de licença após se tornar mãe, um grande avanço no reconhecimento do direito pleno à maternidade.

Conheça um pouco mais da trajetória de Sâmia Bomfim:

Nascida em Presidente Prudente, no interior de São Paulo, Sâmia Bomfim se notabilizou nos últimos anos por sua militância feminista, que a levou aos parlamentos.

Antes de ser parlamentar, teve participação importante nas manifestações pela prisão e cassação do então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, em 2016.

No mesmo ano, foi eleita vereadora de São Paulo pelo PSOL em sua primeira eleição. Na época, tornou-se a mulher mais jovem a exercer um mandato na Câmara Municipal da capital paulista, aos 27 anos, e fez parte da oposição à gestão do então prefeito João Doria.

Em 2018, elegeu-se deputada federal como a oitava candidatura mais votada de São Paulo, com quase 250 mil votos, e passou a compor a bancada do PSOL em Brasília.

Em 2020 e 2022, foi líder do PSOL na Câmara e foi uma das figuras mais atuantes da oposição ao governo Bolsonaro no parlamento brasileiro.

Em 2021, tornou-se mãe de Hugo, seu filho com o também deputado federal Glauber Braga, e passou a ter o direito à maternidade também como uma de suas principais lutas.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas