fbpx

Nota do PSOL – Solidariedade ao povo palestino: contra o genocídio em Gaza!

A Executiva Nacional do PSOL, em conformidade com as resoluções do 8º Congresso do partido, vem se solidarizar com o povo palestino neste momento em que Gaza sofre um ataque devastador por parte do Estado de Israel que já tirou a vida de mais de 8 mil palestinos, sendo cerca de um terço de crianças.

Se por um lado condenamos os ataques a civis israelenses realizados no dia 7 de outubro pelo Hamas, por outro consideramos inaceitável o bombardeio indiscriminado a Gaza e a ofensiva terrestre com consequências devastadoras para dezenas ou centenas de milhares de civis.

O início do conflito não é datado do dia 7 de outubro. A tragédia que assistimos se insere num contexto de 75 anos de colonização, cerceamento de direitos básicos, bloqueios econômicos e negação dos direitos nacionais do povo palestino.

Não há nada que justifique as violações de direitos cometidas pelo Estado de Israel, com ataques a alvos civis, milhares de mortes, impedimento de acesso a água e comida. Um verdadeiro genocídio, como bem classificou o presidente Lula, que se desenvolve aos olhos da comunidade internacional e com o apoio direto e incondicional dos Estados Unidos.

O PSOL reafirma os compromissos assumidos em seu recente Congresso, de denúncia das agressões militares imperialistas, defesa da paz justa e soberana com o respeito à autonomia dos povos e à integridade territorial das nações; apoio à luta pela autodeterminação do povo palestino; participação nas campanhas de boicote, desinvestimento e sanções ao apartheid israelense e as instituições cúmplices do massacre.

Por isso, saudamos as iniciativas diplomáticas do governo brasileiro na ONU que apelaram a um cessar fogo e a entrada de ajuda humanitária em Gaza. Consideramos urgente toda a solidariedade ao povo palestino, seja por meio de declarações ou mobilizações e, desde já, nos somamos ao fortalecimento de inicativas como o dia 4 de novembro, que está sendo convocado como Dia Mundial de manifestações e solidariedade ao povo palestino.

Nesse sentido, apoiamos a revogação dos acordos assinados por Bolsonaro com Israel na área de segurança e defesa, os quais alimentaram a cumplicidade que nutre a continuidade das violações perpetradas pelo Estado de Israel e promovem a importação para nosso país de táticas e tecnologias desenvolvidas no contexto do apartheid, aprofundando ainda mais o racismo e a militarização no Brasil.

Executiva Nacional do PSOL
31 de outubro de 2023

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
1,895SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas