fbpx

Nota do PSOL SP e da bancada do partido na Alesp sobre repressão à luta contra a privatização da Sabesp

1. Sob forte repressão do aparato militar e agressão à população presente na Alesp que se manifestava contra o projeto privatista, a base governista de Tarcísio votou o Projeto de Lei que autoriza a privatização da Sabesp.

2. Durante todo o processo, a bancada do PSOL atuou fortemente para impedir sua aprovação, se mobilizando para obstruir a tramitação do projeto em todas as instâncias, além de ter ingressado com diversas as ações judiciais que pediam a suspensão da tramitação do processo por falta de diálogo com a população.

3. Apesar disso, o Governo Tarcísio atuou para conseguir a cooperação dos deputados estaduais mediante distribuição de emendas e, com votação marcada para hoje, sabíamos que o governo já tinha os votos necessários.

4. Por se tratar da votação de um projeto altamente impopular, o dia inteiro foi marcado por um cerco da PM e da segurança da ALESP contra a entrada e circulação de manifestantes pela casa. As forças policiais impediram muitas pessoas de entrar na “casa do povo” e fecharam com barricadas várias passagens.

5. Durante o fim da discussão e antes da votação, ouve confronto com a mobilização que estava do lado de fora do plenário iniciado pelas polícias – algumas pessoas ficaram machucadas, muita gente foi atingida por gás de pimenta, e manifestantes foram detidos de forma violenta.

6. A aprovação do projeto é uma derrota para o povo, mas a luta segue. A Bancada do PSOL na ALESP está elaborando, neste momento, um Mandado de Segurança para anular a votação de hoje, invalida por conta do confronto e da violência policial.

7. Além disso, já estamos preparando Ações Diretas de Inconstitucionalidade contra o projeto, que fere diversos direitos garantidos tanto pela Constituição Federal, quanto pela Constituição do Estado de São Paulo.

PSOL SÃO PAULO
BANCADA DO PSOL NA ALESP

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas