fbpx

PL quer cassar vereadora do PSOL SP por expôr LGBTfobia na Câmara

A bancada do Partido Liberal na Câmara Municipal de São Paulo pediu à Corregedoria da Casa a suspensão do mandato da vereadora Luana Alves do PSOL. O motivo seria uma discussão entre Luana e Rute Costa (PL-SP), que criticou a presença de crianças na Parada LGBTQIA+.

“O que é orgulho para uns, é tristeza para outros. No domingo, houve passeata na Paulista, e eu vi com muita tristeza crianças sendo levadas pela mão, no meio daquele movimento. As pessoas são livres para fazer da vida delas o que quiserem, mas, utilizar a infância, isso para mim é infame e covarde” afirmou Rute. A vereadora do PL, então, fez um pedido para que as autoridades públicas e o Conselho Tutelar tomassem uma atitude sobre o assunto.

Os parlamentares acusam a vereadora do PSOL de quebra de decoro parlamentar e de ter cometido calúnia contra a bolsonarista. A denúncia alega que Luana distorceu a fala de sua colega em sessão da Casa no dia 5 de junho.

Luana, bissexual e casada com uma mulher, reagiu à fala de Rute Costa e rebateu: “É um absurdo o que a senhora está dizendo. De que ambiente a senhora está falando? O que a vereadora Rute acabou de falar é muito grave e contribui para a LGBTfobia neste país.”

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
7,547SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas