fbpx

PSOL condena a perseguição política aos que se solidarizam com o povo palestino

Enquanto milhões de pessoas em todo o mundo, inclusive israelenses e judeus, parlamentares e organizações internacionais e de direitos humanos, têm se manifestado em solidariedade ao povo palestino e contrariamente às violações do direito internacional perpetradas pelo Estado de Israel, aqui no Brasil as vozes em defesa do cessar-fogo em Gaza e que condenam o genocídio do povo palestino estão sofrendo duras perseguições políticas.

O deputado Gayer (PL) chegou ao absurdo de enviar uma lista de nomes à Embaixada dos EUA, pedindo sanções contra os mesmos. Integram essa lista o próprio PSOL, nossos deputados federais Ivan Valente, Fernanda Melchionna, Talíria Petrone, Sâmia Bomfim e Glauber Braga, além de parlamentares do PT, PCdoB, entidades, entre outros.

Essa lista é um atentado contra a democracia e contra a soberania brasileira, uma tentativa deplorável de silenciamento e criminalização que lembra as práticas da ditadura brasileira e do macarthismo estadunidense, quando aqueles e aquelas que defendiam os direitos humanos eram listados e perseguidos em conluios internacionais.

Igualmente vítima desta intolerância está a deputada estadual pelo Rio Grande do Sul Luciana Genro. Além de denúncias no Ministério Público e retaliação por uma emissora de televisão, a companheira é alvo de uma representação na Comissão de Ética da ALRS que demanda a cassação de seu mandato.

Essa postura também está sendo reproduzida na ALESP com o mandato de Mônica Seixas, que, após realizar uma atividade com representações do movimento em defesa do povo palestino, passou a ser caluniada por outros deputados como “defensora de terroristas”.

O PSOL se solidariza com todos que vêm sofrendo essa exposição e perseguição política e condena de forma contundente as estratégias de difamação que tentam silenciar essas vozes de humanização e defesa da vida e de justiça para o povo palestino. Os protagonistas dessas violações devem responder por suas ações na Justiça.

Executiva Nacional do PSOL
26/10/2023

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
7,237SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas