fbpx

Tarcísio Motta: PSOL, o partido da Marielle

Marielle construiu na Maré o primeiro congresso do PSOL aqui no Rio. Mais de uma década depois, foi pelo PSOL que ela escolheu ser candidata. Mas ao longo dos últimos 6 anos, não foram poucos aqueles que tentaram promover o apagamento da filiação partidária da Marielle. A prisão dos mandantes e a motivação apontada no processo demonstram que isso não pode mais acontecer.

Foi o PSOL que os assassinos da Mari também quiseram calar ao tramar e executar o assassinato. Nosso partido é uma pedra no sapato, um incômodo sempre presente para esses que construíram um ecossistema criminoso dentro do Estado para alimentar seus podres poderes e ampliar suas ensanguentadas fortunas. E, justo no PSOL, havia uma mulher preta, favelada e lésbica que não se rendia nem se vendia, mas combatia, denunciava, exigia e esperançava. Isso é insuportável para Brazões e seus iguais.

A tristeza que sinto é imensa, mas eu tenho orgulho de ser do partido da Marielle. Partido que ela escolheu e ajudou a organizar! A resposta que demos como partido e como sociedade foi a derrota deles e sei que hoje, Marielle também se orgulharia de tudo o que fizemos e ainda faremos. Justiça por Marielle e Anderson!

Viva o PSOL!

Tarcísio Motta
Deputado federal do PSOL e pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro (RJ)

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
7,543SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas