fbpx

Juiz toma decisão absurda e multa Glauber Braga (PSOL) em R$ 1 milhão por criticá-lo

O juiz Sergio Roberto Emilio Louzada expediu decisão de multar em R$ 1 milhão o deputado federal Glauber Braga (PSOL) após o parlamentar tê-lo criticado por ter impedido a realização de uma manifestação pacífica em Lumiar, distrito de Nova Friburgo (RJ), em solidariedade à deputada estadual Marina do MST (PT), agredida durante evento na região no último dia 12.

LEIA MAIS: Nota da Executiva Nacional do PSOL em solidariedade a Glauber Braga

A liminar do Tribunal Regional do Rio (TJ-RJ) impediu a manifestação com a justificativa de que o distrito não teria “dimensões urbanas” para sediar a “proporção” do evento.

Após a liminar, Glauber criticou a decisão nas redes sociais, ao explicar que a manifestação seria pacífica, o que não justificaria a reação judicial.

“A deputada estadual Marina do MST estava cumprindo com a sua obrigação de prestação de contas. Ela tem o direito de estar em qualquer praça do estado do Rio e do Brasil sem ser ameaçada ou agredida. A agressão a ela é uma agressão a milhões de outras pessoas, é uma agressão a mim também”, disse o parlamentar em suas redes na última semana.

O deputado do PSOL também disse nas redes que, devido à decisão judicial, o ato teria que ser adiado e o desmobilizou. Esteve presente em Lumiar no último domingo, data que o ato estava originalmente marcado, para conversar com pessoas que não tivessem visto o cancelamento, o que foi constatado pelo oficial de Justiça presente no local.

Após a mera presença no distrito, Glauber Braga relatou na segunda-feira (28) que sua conta foi zerada e repudiou a decisão do magistrado, que considerou um grave abuso.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas