fbpx

Em artigo, Guilherme Boulos fala sobre o ataque do prefeito Ricardo Nunes ao Plano Diretor da cidade

O Plano Diretor é a expressão de um projeto de cidade, é ele quem regula a ocupação do solo e freia o avanço das desigualdades territoriais. É nele que se concretiza a via de combate à especulação imobiliária, permitindo a defesa dos interesses do povo.

Em artigo para a Folha de S.Paulo, Guilherme Boulos fala sobre os ataques feitos ao Plano Diretor de São Paulo pela atual gestão, classificando-o como sintomático de uma cidade sem projeto. O Plano aprovado na gestão de Fernando Haddad (PT) e relatado pelo urbanista Nabil Bonduki se tornou referência mundial e, antes mesmo de implantado de maneira integral, está na mira do prefeito Ricardo Nunes (MDB).

“Enquanto as metrópoles globais, seja na Europa, nos Estados Unidos ou na América Latina, debatem e implementam programas de transição energética, mobilidade verde e redução de distâncias, a atual gestão municipal não consegue sequer resolver os problemas básicos de zeladoria. Não tem visão de curto nem de longo prazo e, por isso, fica à mercê de interesses de ocasião. É neste contexto que se insere a proposta de mudança no Plano Diretor da metrópole”, denuncia.

Leia o artigo na íntegra, clicando aqui.

Cadastre-se e recebe informações do PSOL

Relacionados

PSOL nas Redes

469,924FãsCurtir
362,000SeguidoresSeguir
515,202SeguidoresSeguir

Últimas